19 de ago de 2012

15 de ago de 2012

Casado, solteiro ou/e feliz?

E aí ouvi dizer que hoje é dia dos solteiros e a gente comemora o quê mesmo neste dia? Será que é o contrário do que comemoram os casados?
Já li tanta conversa hoje sobre a delícia de ser solteiro(a), ser livre para fazer o que quiser sem ter que dar satisfações para parceiro(a)...Por outra lado li os casados se vangloriando das delícias de ter uma companhia fixa, de ter alguém que lhe entenda, um corpo quentinho para aquecer no frio, que é parceiro para toda obra...(cá pra nós, de verdade mesmo no mundo real, nunca vi isso não, mas no face já viu, né!)

Já tive minhas experiências pela vida, tive namorados (tá, foram poucos para o padrão atual, mas tive), já fui casada, tive meus momentos de felicidade nesta modalidade, hoje estou solteira, feliz  e sem pretensão de estado civil algum, meu coração não está endurecido, apenas não acredita em amor inventado só para provar à sociedade que tenho alguém ou que sou um ser querido por alguém na face da terra...(essa é ridícula!), sem contar que  para quem ama a liberdade como eu, encontrar alguém que entenda isso é muito difícil. 

E vou seguindo sem seguir regras de comportamento, o mais chato é aguentar as pessoas lhe questionando sobre seu futuro estado civil como se não fosse possível ser feliz sem ser casado ou ter namorado, e o que falar da turma que quer lhe mostrar que você não tem alguém porque tem medo de ser sofrer, medo de ser feliz? Fala sério...comédia!
Será possível que as pessoas só podem ser felizes formando um parzinho, onde está escrito isso, por quê? Tanta coisa me faz feliz, todo o resto não vale nada se não houver um par ? Não acredito neste papo de aparecer alguém que traga felicidade, aliás isto é um fardo para o outro coitadinho que já chega com esta responsabilidade de ter que suprir a necessidade de felicidade  de alguém e muitas pessoas vivem infelizes para sempre justamente por conta desta obrigação de fazer o outro feliz. Esperar isso de alguém é cruel demais, o cúmulo do egoísmo e nesta atitude não há absolutamente nada do que acredito ser amor. Não é só a gente que quer amor, o outro lado também quer, tá ligadooo?

As pessoas são diferentes e têm necessidades diferentes, uns sentem necessidade de ter alguém, outros não, outros são de fases, querem ser fiéis aos seus sentimentos mais íntimos...O que vale é estar feliz de verdade, não ficar se dizendo feliz solteiro se fica morrendo de inveja dos amigos casados ou comprometidos e o contrário também.


O tempo é de ser feliz seja solteiro ou casado, regras da sociedade é o que menos importa! Há uma frase na música do Frank Sinatra - My way, que adoro e diz (perdoem minha tradução precária): O que é o homem, o que ele possui se não possui a si mesmo? Então ele não é nada.

Um brinde aos solteiros ou casados que se sentem realmente felizes, pois acima de tudo estão felizes consigo mesmo!



10 de ago de 2012

Daisies on Blue


Modéstia à parte, adorei esta placa decorativa/utilitária, os ganchinhos cromados que comprei com a Gilian Demori Lopes deram um charme todo especial e combinou muito com a gravura que tbm adquiri com ela.
Foi de presente para minha tia Cidinha que é um doce, acho que combinou com ela que ficou super contente com o presentinho!!!