25 de out de 2014

A nova família feliz

Política à parte tenho visto muito as pessoas compartilharem (ou comentarem) fotos do candidato Aécio com sua jovem esposa e seus bebês gêmeos, muito lindinhos realmente, capa de revista, uma perfeita família de comercial de margarina light em uma linda cozinha ensolarada numa manhã de domingo

Só não posso deixar de observar a hipocrisia que vejo em muitos desses comentários.

Vejo o tempo todo as pessoas, principalmente mulheres postando sobre famílias estruturadas, fidelidade ser uma questão de escolha, caráter, que um homem bom não deveria deixar a esposa/ namorada,  que é lindo um casal viver junto até ficarem velhinhos, que o corpo envelhece, mas o homem sábio valoriza a mulher madura que tem, que homem que troca de mulher/namorada com frequência não é lá boa coisa, homem que bate em mulher então...um absurdo.

Vejo as pessoas criticarem as mulheres  que fazem "carreira fácil" por seus rostinhos e corpos perfeitos, criticarem as "maria-chuteiras", as beldades (segundo os comentários, piranhas!) do BBB  que se dão bem, criticarem as modelos que se casam  com empresários ricos e  mais velhos

E daí vem as paixões das eleições e vejo a mulherada achando lindo e maravilhoso o casal que possivelmente subirá a rampa do planalto. Um Aécio que terminou (ou terminaram com ele) um casamento com alguém da faixa etária dele, baladeiro de plantão, envolveu-se com várias beldades famosas, sempre mais jovens e lindas como  é de conhecimento de todos até que resolveu casar com uma delas, uma modelo quase 20 anos mais jovem que ele e formar uma outra família.
Dela pouco se sabe a não ser que é modelo e não está mais trabalhando na área.

Nada contra o comportamento deles, mesmo porque nunca banquei a moralista no Facebook nem na vida.

Li comentários dizendo que agora sim teremos uma primeira dama que merecemos...Fico pensando, mas como se as  pessoas colocavam Ruth Cardoso no altar por sua grande cultura e trabalho social elogiável e criticavam a primeira dama Marisa Letícia por não se engajar em obras sociais, por ser uma dona de casa? Acho que houve uma mudança muito grande que não estou entendendo...

Se não é hipocrisia, será que as pessoas mudaram seus conceitos ou é só por causa da eleição e do candidato de suas ilusões? Será que se amanhã seus homens acharem uma novinha pra curtir e quem sabe fazer uma nova linda família "margarina", tá tudo ok?

É...não deve ser hipocrisia, deve ser uma nova visão, faz parte da mudança que tanto falam...novos tempos, novas ideias, novas mentalidades, mentes mais abertas para tudo, até p  o velho conceito de "família feliz".

Realmente é o candidato da mudança, não dá para negar! Representa uma parcela muito grande.