25 de out de 2014

A nova família feliz

Política à parte tenho visto muito as pessoas compartilharem (ou comentarem) fotos do candidato Aécio com sua jovem esposa e seus bebês gêmeos, muito lindinhos realmente, capa de revista, uma perfeita família de comercial de margarina light em uma linda cozinha ensolarada numa manhã de domingo

Só não posso deixar de observar a hipocrisia que vejo em muitos desses comentários.

Vejo o tempo todo as pessoas, principalmente mulheres postando sobre famílias estruturadas, fidelidade ser uma questão de escolha, caráter, que um homem bom não deveria deixar a esposa/ namorada,  que é lindo um casal viver junto até ficarem velhinhos, que o corpo envelhece, mas o homem sábio valoriza a mulher madura que tem, que homem que troca de mulher/namorada com frequência não é lá boa coisa, homem que bate em mulher então...um absurdo.

Vejo as pessoas criticarem as mulheres  que fazem "carreira fácil" por seus rostinhos e corpos perfeitos, criticarem as "maria-chuteiras", as beldades (segundo os comentários, piranhas!) do BBB  que se dão bem, criticarem as modelos que se casam  com empresários ricos e  mais velhos

E daí vem as paixões das eleições e vejo a mulherada achando lindo e maravilhoso o casal que possivelmente subirá a rampa do planalto. Um Aécio que terminou (ou terminaram com ele) um casamento com alguém da faixa etária dele, baladeiro de plantão, envolveu-se com várias beldades famosas, sempre mais jovens e lindas como  é de conhecimento de todos até que resolveu casar com uma delas, uma modelo quase 20 anos mais jovem que ele e formar uma outra família.
Dela pouco se sabe a não ser que é modelo e não está mais trabalhando na área.

Nada contra o comportamento deles, mesmo porque nunca banquei a moralista no Facebook nem na vida.

Li comentários dizendo que agora sim teremos uma primeira dama que merecemos...Fico pensando, mas como se as  pessoas colocavam Ruth Cardoso no altar por sua grande cultura e trabalho social elogiável e criticavam a primeira dama Marisa Letícia por não se engajar em obras sociais, por ser uma dona de casa? Acho que houve uma mudança muito grande que não estou entendendo...

Se não é hipocrisia, será que as pessoas mudaram seus conceitos ou é só por causa da eleição e do candidato de suas ilusões? Será que se amanhã seus homens acharem uma novinha pra curtir e quem sabe fazer uma nova linda família "margarina", tá tudo ok?

É...não deve ser hipocrisia, deve ser uma nova visão, faz parte da mudança que tanto falam...novos tempos, novas ideias, novas mentalidades, mentes mais abertas para tudo, até p  o velho conceito de "família feliz".

Realmente é o candidato da mudança, não dá para negar! Representa uma parcela muito grande.







4 comentários:

  1. Oi Dalva, é a Vi, existe a verdade que não falamos e a meia mentira que falamos.
    Por exemplo, a pessoa não sabe muito bem porque ela não quer votar em fulano ou beltrano, ou, até sabe, mas quer evitar uma discussão que não vai levar a nada, então inventa um motivo qualquer, bem tolo, para justificar seu voto.
    Quando vamos votar devemos analisar a capacidade da pessoa para o cargo que ela vai desempenhar, e se não é ficha suja, outras coisas não interferem, nem cor, nem sexo, nem religião, pois canalha é canalha, ele não é só do sexo masculino, ou da religião A ou B, ou só brancos de olhos verdes.
    Outro grande problema do ser humano, é que quando ela se apaixona ( por qualquer coisa) tem a tendencia de não querer ver os erros, só vê qualidades, e até inventa desculpas absurdas para os erros da sua paixão.
    Quando aprendermos a defender os interesses do povo (do qual nos fazemos parte) sem paixões partidárias estaremos caminhando para uma democracia verdadeira, agora é engodo, é mel na chupeta das crianças, para elas acreditarem que decidem alguma coisa.
    Eu sei de uma coisa seja Dilma ou Aécio, a meleca vai continuar, sempre vai ter uns que vão se dar bem e uma maioria que vai continuar sofrendo, sendo negado tudo a eles, inclusive dignidade.
    Bom domingo, beijos,Vi

    ResponderExcluir
  2. Oi, Dalva!
    Independente de ideologias, o Brasil precisa mesmo mudar, principalmente a mentalidade do brasileiro.
    O Brasileiro é baladeiro, bebe pra caramba, adora uma mulher novinha e gostosa... mas um candidato não pode? Acho muita hipocrisia as críticas bestas que fazem ao Aécio, afinal, ele é o retrato típico da cultura latina. Sobre comercial de margarina... acho não! Você pega fotos antigas dele criança, ele está com o mesmo olhar e sorriso. A esposa foi namorada por mais de cinco anos. As mulheres que ele "saiu" e não namorou foi na época que tinha se separado recente. Ele teve muita paciência com a ex-esposa e fez tentativas de volta, mas ela é complicada. Vale dizer que ela declarou à cerca de 4 anos atrás, que ele era o seu melhor amigo.
    No mais, concordo com o comentário da Vi. Tendemos a puxar sardinha para o candidato que nos é mais caro.
    Presto serviços à Petrobras e vejo a necessidade de limpar a estatal dos cabides de emprego. O povo coça e rouba, nada mais!
    Se continuar Dilma, sinceramente, não sei o que será do Brasil.
    Beijus,

    ResponderExcluir
  3. Oi Luma, como disse, para mim não tem nenhum problema o comportamento do Aécio, como não tem o do Lula. Só queria entender a incoerência das mulheres que pelo que postam acham tudo isso errado mas neste caso acham lindo. Mas tenho cá comigo que acham lindo desde que não aconteça com elas. Obrigada pela participação, bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi Dalva, é a Vi, passei para lhe desejar um bom fim de semana, muitos beijos,Vi

    ResponderExcluir