25 de dez de 2011

As botas de Papai Noel e o Sapateiro

É época de Natal, consumidores em frenético vai e vem em busca de presentes que alimentam a poderosa fábrica de Papai Noel!
Presentes que encantam crianças por alguns minutos, alegram alguns adultos e a outros compensam as faltas do ano inteiro...
Em meio ao corre-corre e filas, rostos impacientes, cansados e irritados com os outros filhos de deus e até mesmo com suas próprias proles que ingenuamente se alegram entre um objeto desejado e um pito dos pais rabugentos, mas para criança tudo está bom, as vitrines fascinam os pequenos e o que importa é que Papai Noel venha na tão esperada noite de Natal.
É véspera de Natal, seja em shopping  center, avenidas e ruas iluminadas dos bairros nobres ou nas barracas tão mal vistas dos camelôs em bairros pobres, os tão cobiçados presentes estão presentes...São como luzes a seduzir mariposas alimentando o consumismo e o desejo de celebrar o Natal com alegria.
Enquanto isso lá no polo norte Papai Noel correndo o risco de ser devorado pelos ursos polares que já devem estar pensando em outras fontes de alimentação diante dos efeitos do aquecimento global, está tão cansado, com as solas das tradicionais botas desgastadas lhe causando dores e odores nos pés. Pobre Papai Noel, precisa de um sapateiro!

Hoje, ao sair apressadamente de última hora para comprar um presente faltante fui parada pela vizinha em alvoroço:

- Sabe quem morreu? O velho sapateiro, será que era o último?

E quem precisa consertar os sapatos? Nas lojas tem de montão, feitos nas fábricas que geram renda, até mesmo por meninos que esperam o Papai Noel!















2 comentários:

  1. Adoro seu estilo e seus temas, Dalva...
    Nessa época de consumo desenfreado, certas coisas parecem mesmo estar fadadas à extinção, lamentavelmente...

    ResponderExcluir
  2. Adorei o seu blog querida.......Feliz 2012.....bjsssss

    ResponderExcluir