18 de jan de 2018

As primeiras canções

As primeiras canções 

Blogagem Coletiva 01/12

Olhando para o passado, vejo minha vida como um filme e músicas sua trilha sonora.

Desde muito menininha adorava ouvir meu pai cantar, deitava ao seu lado, ele cantava as músicas de sua juventude quando ia cantar nos programas de calouro de rádio/auditório.

Lembro dos terno, gravatas que ele tinha penduradas no guarda roupa, das  abotoaduras lindas com pedras e um anel que ficavam em uma caixinha de madeira bem velha onde moravam,  esquecidas e de vez em quando eu ia xeretar.
Meu pai na mocidade
Mais tarde achava graça nisso pois ele era um mineirim bem rústico, só o vi de terno além das fotografias, em meu casamento, mas na juventude dele era a "roupa de sair", de ir aos bailes.

Alguns cantores preferidos dele eram Nelson Gonçalves, Francisco Alves, Silvio Caldas,  Inezita Barroso, Orlando Silva...

Conforme fui crescendo fui apreciando outros gostos musicais, mas nunca deixei de gostar saudosamente das músicas que ele gostava e das lembranças que elas me trazem até hoje...

Ainda com luz de lampião nós cantávamos juntos...


Silvio Caldas - Chão de Estrelas

Minha vida era um palco iluminado
Eu vivia vestido de dourado
Palhaço das perdidas ilusões...




Uma das que mais gostava era Trem das Onze - Demônios da Garoa


Esta postagem faz parte da Blogagem Coletiva do Tacho da pepa
Quer participar ou ver outras participações?
Clique no selinho abaixo




19 comentários:

  1. Oi Dalva, seu pai cantava em programas de calouros e músicas do Silvio Caldas? imagino como a voz dele devia ser bonita, meu pai era desafinado e todos os filhos puxaram pra ele..kkk, também gosto muito do Trem das onze.
    Obrigada por participar da blogagem, beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi, também sou desafinada, mas canto mesmo assim hehehe

      Excluir
  2. Dalva, que post lindo, poético...
    O trem das onze é uma música linda, que faz parte da minha vida também!
    Já levei o seu link. Um grande bj

    ResponderExcluir
  3. Que legal,Dalva! Teu pai gostava então de cantar..Lembro do Silvio Caldas e das músicas citadas...Adorei e estou feliz em te ver ativa nos blogs...bjs praianos, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica, sempre querida e incentivadora!!

      Excluir
  4. La no fundo da alma senti um arrepio. estudei essa musica numa aula de português que estava escondida na minha memoria. A cada musica uma doce surpresa. Parabéns pela bela participação. um beijo da Eliane. Estou levando seu link.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Eliane, vou fazer uma visita!

      Excluir
  5. Majestosa participação! Nossos pais tinham bom gosto para músicas. Lembro-me agora de uma que meu pai amava e, sempre, que se embriagava, ficava a ouvi-la e aprendi, de tanto ouvir, a apreciar. "Quando eu morrer, não quero choro nem vela, quero uma fita amarela, gravada com o nome dela". Um samba bem legal.
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  6. Dalva, sua postagem fez meus olhos se encherem de lágrimas pois também meu pai gostava de cantá-la e na minha mente, eu consegui vê-lo e ouvi-lo.

    Esta blogagem coletiva vai ser show. Um beijo!

    Sandra
    Luka Luluka - Ideias Criativas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. San, fico feliz de lhe trazer essa lembrança afetiva!

      Excluir
  7. Olá Dalva! Que recordação linda do seu pai. Aprendi com meu avô materno a gostar de Nelson Gonçalves, da voz mais linda que conheço. Aqui em casa minha filha ama O Trem das Onze, ela até participou de um musical com as musicas deste grupo. Tudo de bom. Bjs. Nice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, realmente é uma voz maravilhosa, ouvi um pouco quando estava fazendo pesquisa para a postagem. Deve ter sido muito legal o musical!

      Excluir
  8. Nossa! Seu pai cantava em programas de calouros???? Uau!!!!!
    Ai....e Trem das Onze? Lembra minha mãe.....oh saudades boa!!!!!! Minha mãe adorava Demonios da Garoa!!!! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciana, nada grandioso, diversão da época (devia ser década de 50 e como ele gostava de cantar...Demônios da Garoa são tudo de bom!

      Excluir
  9. Não existe coisa mais linda que blogs . Como eu ia saber que seu pai cantava em programas de rádio ? como eu ia conhecer a história da sua vida, sem nunca tê-la visto ? Que história ! Que coisa mais linda !!! Amei ! E a foto ? Remete a um passado, distante, mas ao mesmo tempo tão próximo !! Não vejo a hora de ver as outras postagens rsrsrsrssr

    Bjusss 1000 Dalvinha !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pepa, obrigada pelas palavras gentis...Imagino que naquele tempo era o sonho dos moços e moças, serem cantores e cantarem nas rádios famosas. Não era nada grandioso, coisa pequena, mas alimentava talvez o sonho de muita gente, como hoje querem ser jogador de futebol. Imagino que não durou muito, as responsabilidades vão fazendo as coisas prazerosas ficarem para trás.
      Hahaha...vamos ver até onde vai a vontade de escrever! Amei o tema da BC de vcs!

      Excluir
  10. oi Dalva, que legal, fico imaginando como era a voz de seu pai...
    eu me lembro desta música "Trem das onze" que o meu pai ouvia no carro, um Fiat 147.
    bjk

    ResponderExcluir