15 de fev de 2018

Música - Mais influências


Música - Mais influências

           Blogagem Coletiva Músicas da minha vida 02/12

Além das primeiras impressões musicais adquiridas com meu pai, também me recordo das músicas sertanejas de raiz, que tocavam no rádio bem cedinho, sempre acordava com elas que eram a base do programa do Zé Béttio que minha avó Brigida, que morava conosco, gostava. 

Quem não se lembra de Tonico e Tinoco? 



...Nesta viola eu canto e gemo de verdade
Cada toada representa uma saudade.


Minha mãe gostava de um gênero que nem sei o nome direito, mas acho que antecedeu o termo 'brega'...Carmem Silva, Cláudia Barroso, Altemar Dutra, Odair José, Lindomar Castilho e outros.

Na verdade eu não gostava muito desse estilo, anos 60/70 ferviam com o iê-iê-iê que correspondia ao Rock and Roll que vinha de fora, queríamos (mesmo sendo crianças) ser diferentes dos pais, sermos modernos e livres como anunciava a onda hippie.

No entanto, uma das músicas prediletas de minha mãe eu gostava muito: Pingos de Amor, do cantor Paulo Diniz. 
Minha mãe não teve um casamento feliz, eu pensava que ela gostava da música pelo sentimento de tristeza que vivia, era um universo que eu não podia entrar ou mudar.

E assim fui associando música a sentimentos ao longo da vida e é nesse sentido que pretendo escrever as postagens dessa blogagem coletiva.





...Ainda ontem pela praia alguma coisa me lembrou você
E veio a noite, namorados se encontrando e eu estava só...


Esta postagem faz parte da Blogagem Coletiva do Tacho da pepa
Quer participar ou ver outras participações?
Clique no selinho abaixo

Participantes da BC:




4 comentários:

  1. Oi Dalva, eu também lembro de algumas vezes acordar com Tonico e Tinoco quando estava no interior na casa dos meus tios, aqui eu ouvia na vizinha: acorda dna Maria...saudades.
    Essa Pingos de amor eu já tinha ouvido no programa Arquivo Músical, não sabia que era esse cantor.
    amei as lembranças.
    Obrigada por participar ad Blogagem, beijos

    ResponderExcluir
  2. Dalva, quantas lembranças ,hei? Quem não lembra dessa dupla? E claro, naquela época não gostávamos, mas ouvíamos pelas casas... E o estilo do Altemar Dutra e outros, acho que era o brega também,rs...

    Gostei de te ler e ver tuas músicas da vez! beijos, tudo de bom,obrigadão pelo carinho lá!chica

    ResponderExcluir
  3. Dalva, seus posts são carregados de emoção, de sentimento.
    Essa música que você escolheu é linda!
    Minha avó e meu avô também ouviam o Zé Bettio. Você me fez voltar no tempo.
    Um grande beijo

    ResponderExcluir
  4. Hahaha. Lembro muito bem desse programa do rádio "Zé Bétio". Acordava com aquela barulheira de lata que ele fazia, gritando "joga água nele!"
    Hoje sinto saudades daquele tempo. Saudades dos meus pais, vivos, eu jovem, sem preocupação. A única preocupação era "com que roupa vou amanhã para o trabalho?" Beijos

    ResponderExcluir