3 de mar. de 2019

Carinho, poemas e flores


Como não ficar feliz com demonstração de afeto? 

Essa semana as meninas do blog  Ipsis Litteris, a Nice e a Ale, postaram um poema meu, não bastasse essa honra ainda me fizeram e ao blog, elogios que fiquei até envergonhada, mas muito mais lisonjeada, até porque elas entendem muito de assunto literário, tem como não ficar toda toda!? Olhem a presunção da pessoa! rs

Deixo o link abaixo para vocês conhecerem o blog delas, quem  ama literatura vai amar, quem não ama também!!

E aproveitem para ler meu poema, é de 2012, ficou tão lindinho formatado por elas!!



Para Nice e Ale, com carinho: 

Quem espalha poesia aos ventos
É porque enxerga as flores
Colhe seus perfumes 
Alivia muitas dores
Enfeita amores.


Pequenas flores

Olhos distraídos não me verão
Sou tão singela e pequenina
Cresço entre ervas daninhas pelo chão
No terreno baldio da esquina.

Sou flor, somos flores
Entrelaçadas ou espalhadas
Quase nunca queridas
Mesmo que donas de belas cores.

Chuva generosa rega a terra
Para renascer a primavera
Quietinha, sopro sementes na alcova
Para que a vida nunca morra.


São muito miudinhas mesmo.