Páginas

26 de ago. de 2021

Silenciar a mente é fácil?



Quando o silêncio mental é necessário?









84 comentários:

  1. Por vezes precisamos de ouvir os "gritos" do silêncio
    Elogio o bom gosto musical
    .
    Saudações poéticos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, Dalva!

    "Silence is easy // It just becomes me // You don't even know me // You all lie about me"

    Pois é. O silêncio é uma voz poderosa, uma voz que pode desvendar muitos segredos.
    Bonita música e gostei da banda também.

    (Obrigada, querida amiga, pelos comentários gentis que tem deixado no meu blog. Simplesmente a-do-ro).
    Bjs
    Marli

    ResponderExcluir
  3. Bom fim de noite Dalva no silencio da noite é que muitas vezes a mente vem nos assediar e levar por caminhos muitas vezes não imaginados. A mente é insubmissa, num click ela se manifesta e vem uma torrente de emoções e aí a angustia de como lidar com elas.
    Boa escolha musical amiga.
    Carinhoso abraço e feliz fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toninho, concordo que a mente é insubmissa, as vezes queremos o silêncio, mas a mente reage!
      Obrigada, amigo, bjs e bom domingo!

      Excluir
  4. Que lindo e o questionamento tamb´pem! N]ao creio ser fácil. mas é um ótimo exercício e desafios a se conquistar. Deixo pra ti um link que fala da DADI JAkKI, a mulher de mente mais estável do mundo. Adoro ver! beijos, lindo dia e que possamos pelo menos chegar cada dia mais perto de ter nossa mente serena e calminha...chica

    Aqui o link:
    https://www.nowmaste.com.br/dadi-janki-a-mente-mais-estavel-do-mundo/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica, obrigada pelo link, já li e gostei muito! Confesso que fiquei pensando se ela acessa as tóxicas redes sociais, se acompanha a política do país...Na simplicidade encontramos a paz, mas será que conseguimos isso nos afastando de tudo que nos sufoca? Os problemas ainda estarão lá mesmo que os ignoremos. É um teste a se fazer, amiga, bjs

      Excluir
  5. Dalva,
    Tudo tem o tempo
    certo.
    Tanto o barulho quanro
    o siLêncio.
    Adorei ler.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  6. O silêncio, quando aplicado no tempo certo, torna-se tão ruidoso e chamativo que é difícil não ser escutado.
    Belo!

    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Sol, embora nem sempre seja essa a intensão do silêncio, é ficar quietinho mesmo.
      Obrigada, amigo, bjs

      Excluir
  7. Gosto do silêncio. Mas tem os momentos. N sempre "conviver com o silêncio"é saudável.momemtos de silêncio para ouvir o coração, gosto muito.Abracos

    ResponderExcluir
  8. Às vezes até o silêncio faz barulho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Helena, daí ele pode não estar funcionando...Bjs

      Excluir
  9. O vídeo demonstra, claramente, que na nossa vida diária somos sistematicamente confrontados com situações que nos deixam desconfortáveis.
    O silêncio importa, como importa saber ouvirmo-nos a nós próprios.
    Abraço amigo.
    Juvenal Nunes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente esta a palavra, Juvenal...desconfortável. Obrigada, bjs

      Excluir
  10. Muito bom este post, meus parabéns.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Silenciar a mente é muito necessário. Mas não é fácil, especialmente nesses tempos em que a gente se sente como se tivesse a obrigação de não abandonar a linha de frente da batalha, pelo receio de perder a 'guerra'. Somos sempre provocados à reação, mas no presente momento, nós brasileiros, tornamo-nos como que reféns das provocações.

    Beijo e boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marly, este é o maior conflito, como silenciar todo o resto diante do dever de não se calar na linha de frente? Adorei, bjs

      Excluir
  12. breves

    1- palavras não servem
    apenas para enfeite, adorno,
    podem vir à luz para bem mais
    do que aprazimento, deleite.

    2- palavras também podem ser
    armas nas pontas das línguas
    e dos dedos, balas de iras,
    preconceitos, assolação.

    3- palavras secam prantos,
    mas não cessam o espanto
    de ver o sol alaranjar de poluição.

    4- palavras são mais corajosas,
    mas o silêncio nunca se equivoca
    (silêncio também é coragem).

    ***

    gostei da escolha da música! um abraço, Dalva.

    ResponderExcluir
  13. Silenciar a mente é a coisa mais difícil que existe, Dalva.
    Tenho muita dificuldade.
    Peço,sempre, a Deus que me ajude nesta difícil tarefa.
    Interessante questionamento.
    Tenha uma abençoada nova semana.
    Beijinhos
    Verena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, Verena, não é fácil mesmo! Obrigada, bjs

      Excluir
  14. Querida Dalva, uma das coisas mais difíceis é ter nossa mente como queremos. Tantas coisas aí fora que provocam um imenso barulho, até chegar ao ponto certo, de ignorar tanta coisa... vai uma boa parte da vida. Depois, com muita experiência e força de vontade, consegue-se um certo silenciar. Mas essa estabilidade é difícil... É um exercício diário.
    Excelente mostra você nos deixa.
    Beijinho e uma feliz semana, exercitando-se! rsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taís, haja equilíbrio e filtro para filtrar o que nos atormenta sem calar o necessário de expressão. Muito obrigada, bjs

      Excluir
  15. Dalva, gostei da mensagem do vídeo e da musica, desconhecia este interprete, obrigada pela partilha.

    Silenciar a mente é algo que eu aspiro há tantos anos, só consigo por vezes com a meditação.
    Como podemos nos ausentar de pensar, quanto tudo à nossa volta é barulho, quantas vezes tóxico.

    Um beijinho, feliz Setembro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê essa música é dos tempos da saudosa MTV, me apaixonei por ela e clipe de primeira!
      É um dilema, sem dúvida! Obrigada, bjs

      Excluir
  16. Oi Dalva acho que isso é uma missão impossível, pelo menos enquanto estivermos lúcidos e vivos, talvez isso explique porque muitos usam drogas, bebam até cair, busquem na loucura o silêncio, e outros vão ao extremo, tentam suicídio.
    Podemos usar subterfúgios para distrair a mente, como ocupa-la com outras coisas menos dolorosas, mas existem momentos que perdemos o controle e voltamos a ouvir ela gritando aquilo que não queremos ouvir.
    Vamos nos concentrar em observar as flores, a primavera é um bom momento para isso.
    Muitos beijos,Vi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem por aí, Vi! É essa sensação do observar a natureza e os outros animais não humanos que busco...Sim, a primavera está chegando e já tem deixado seus sinais de simplicidade e beleza espontânea. Muito obrigada, bjs

      Excluir
  17. Silenciar a mente, para as pessoas equilibradas, é muito difícil ou até impossível.
    A canção é magnífica, obrigado pela partilha.
    Continuação de boa semana, amiga Dalva.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaime, talvez seja por isso que alguns optam por perder o equilíbrio para buscar a serenidade.
      Concordo, a canção é maravilhosa! Muito obrigada, bjs

      Excluir
  18. La verdad es que sería ideal tener un botón de "mute" en la mente y silenciarlo de vez en cuando xD

    ResponderExcluir
  19. Já tentei tentei e nunca consegui silenciar a minha mente, nem sequer uns poucos minutinhos. É tramadota!!!
    Obrigada Dalva, por esta excelente partilha musical.
    Beijo, saúde, luminoso e silencioso Setembro.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Teresa, precisamos fugir do barulho para acalmar, mas como?
      Muito obrigada, bjs

      Excluir
  20. Olá, amiga Dalva, quando comecei a escutar essa música, a palavra silêncio trouxe-me à memória a primeira música que ouvi, com o tema silêncio, que acabei comprando o disco e ouvindo muitas vezes: o título era Silêncio, a música e a execução como cantor era de Carlos Gardel, que se iniciava assim:

    Silencio en la noche
    Ya todo está en calma
    El musculo duerme
    La ambición descansa

    Gostei da postagem, amiga, um bom fim de semana pra você, com saúde e paz.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bacana, Pedro, vou ver se encontro a música! No silencio da noite, do sono...Amigo os versos me lembraram aquele famoso trecho de Hamlet...ser ou não ser...morrer, dormir, sonhar... Enfim, estes conflitos empre existirão na mente humana. Muito obrigada, bjs

      Excluir
  21. Relendo, revendo e meditando.


    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderExcluir
  22. É no silêncio da noite, das madrugadas que mais me inspiro!
    Abraços fraternos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilha, Lucia, são mesmo as horas mais propícias para inspirações. Obrigada, bjs

      Excluir
  23. Dalva, gostei da mensagem do vídeo e da musica, desconhecia este interprete, obrigada pela partilha.

    ResponderExcluir
  24. Gostei demais do quem escreveu em seu perfil. Senti-me representada! Esse espaço é seu para escrever o que quiser. Adoro ler sua escrita impecável. Escreva sempre. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho das palavras, Helena!É bom que de vez em quando façamos uma revisão no perfil, sempre tem desavisados que idealizam os outros conforme suas necessidades. Cada um é como é e muda quando e se quiser, não é mesmo? :D Bjs

      Excluir
  25. Silence therapy works. Enjoy your day.

    ResponderExcluir
  26. Obrigada pelo carinho da visita, Dalva, uma feliz semana pra você.
    Beijinho!

    ResponderExcluir
  27. Olá Dalva
    Obrigada por brincar conosco.
    Um beijinho carinhoso
    Verena.

    ResponderExcluir
  28. Oi Dalva passando para agradecer seu carinho no Tacho.
    Beijos,Vi

    ResponderExcluir
  29. Oi, tudo bem? Claro que está, não
    é mesmo. Basta se cuidar para isso.
    Um beijo de máscara e tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Silvio, estar bem neste país é algo complicado...
      Estou bem na medida do possível e espero que também esteja se sentindo melhor.
      Parece que as máscaras ainda ficarão em cena por um bom tempo, amigo, eu pelo menos ficarei.
      Bjo procê também!

      Excluir
  30. Querida Dalva, eu acho que todo o tipo de silêncio é muito bom pra nossa saúde mental. Quando estamos quietos e pensativos raciocinamos melhor, com mais clareza e vemos soluções para problemas que na loucura do cotidiano não conseguimos enxergar. Adorei a música que você escolheu nessa postagem, não conhecia essa banda, mas já curti o som.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alécio, o ritmo do barulho está demais neste país, na sociedade...Diante disso, como ter saúde mental?
      É mesmo linda esta música e o vídeo sintetiza toda essa gritaria em nossos ouvidos.
      Obrigada, amigo, bjs

      Excluir
  31. Oi Dalva, bom dia!
    Há bastante tempo que venho tentando silenciar a minha mente e às vezes também a minha boca e confesso que ainda não consegui essa façanha, mas como não sou de desistir, acho que ainda vou conseguir.
    Bjssss querida

    ResponderExcluir
  32. Voltei para a minha visita semanal.
    Continuação de boa semana, amiga Dalva.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, querido Jaime, bom fim de semana! Bjs

      Excluir
  33. Odeio barulho! Refiro-me ao barulho dum modo geral, aquele que nos rodeia.
    E se há alguns ruídos que podemos evitar, afastando-nos, pura e simplesmente, há outros que temos mesmo de suportar.
    Mas... pior que tudo isso é o barulho mental. Silenciá-lo é tarefa árdua, e a maior parte das vezes, inglória.
    Conseguir silenciar o pensamento é extremamente difícil, e só com muito treino e muita força interior se pode obter algum resultado.
    Muito pertinente este questionamento.

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem por aí, Mariazita, só a mente já é difícil, imagine com o burburinho das redes virtuais...
      Muito obrigada, amiga, bjs

      Excluir
  34. Para mim está muito difícil. Angustiadíssima estou. Preciso tomar uma decisão, ou melhor uma atitude.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Complicado mesmo Jaci...Eu já tomei uma decisão, sair das redes sociais, só está faltando a atitude, no meu caso desativar, para ver se consigo paz mental. Tudo ao seu tempo, querida, você tem o tempo a seu favor. Bjs

      Excluir
  35. Querida Dalva, gosto de silêncio e, sempre que estou em casa sozinha, nem televisão nem rádio são ligados; fico eu, com os meus afazeres, sem qualquer outro ruido a não ser o da mente, que, nunca, nunca consegue ficar em silêncio . Há anos frequenteu aqui uma " universidade sénior " criada pela autarquia " para pessoas com mais de 50 anos e lá eram dadas aulas de tudo, geralmente por professores voluntários; uma das que escolhi foi psicologia! Num determinado dia a professora nos incentivou a " meditar um pouco, abstraindo-nos de tudo; pois bem, preparou-nos e lá estivemos nós o tempo que ela achou conveniente; quando me perguntou o resultado eu respondi que consegui que a minha mente viajasse, quase pelo mundo inteiro e recordasse momentos vividos, que não ficou quieta um segundo sequer. Verdade, Dalva, silenciar aqui a " cabecinha" para mim não dá, por mais beneficios que eu encontre nesse processo. Obrigada, querida Amiga, pelo belo post e prometo....tentarei sossegar a minha cabecinha...tão inquieta, mas...
    Beijinhos e serenidade, paz e SAÚDE para todos aí em casa
    Emilia 🙏 🌻

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do relato da experiência, Emilia! Diria que o mais difícil é filtrar essa barulheira toda, até porque muito do barulho afeta nossas vidas no cotidiano. Quer saber, tenho saudade dos tempos que comunicação era por carta, telegrama e depois do telefone a coisa já começou a ficar invasiva para meu gosto. Ser recente post sobre o silêncio é ótimo! Obrigada, bjs

      Excluir
  36. Gostaria de ter o intuptor dos silêncios e dos ruídos. Seguramente faria melhor a gestão do meu bem estar espiritual.





    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria maravilhoso, Sol, seria um filtro da paz, amigo! Bjs

      Excluir
  37. Olá, Dalva, passando para desejar a você um feliz domingo, com saúde e alegria.
    Abraços, amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Pedro, bom fim de semana para vocês, bjs

      Excluir
  38. Oi Dalva hoje fui ao mercado e já tinha algumas marcas de panetone para vender, pensei caramba, já esta bem próximo do fim do ano; essa sensação de o tempo estar voando não deixa a mente silenciar.
    Beijos,Vi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi, é muito "barulho", né! Em todos os sentidos, é preciso um "protetor de ouvidos" muito potente para não se deixar arrastar, até o tempo está cada vez mais veloz. Bjs

      Excluir
  39. Não é fácil, Dalva! Ao contrário do que diz a letra dessa música. Dizem que o silêncio faz muito barulho para quem não sabe conviver consigo mesmo ou com quem está do seu lado. Por vezes fica incômodo. Estou feita! Adoro o silêncio (rs*)
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um dilema, Luma! A maior parte do barulho vem da extensão das mentes no mundo virtual, o único modo de silenciar é sair delas mesmo que tenha um lado positivo nelas. Quem quer o silêncio, tem que pagar o preço quando se sente incomodado, afinal mandamos em nossa mente e não na dos outros. Bjs

      Excluir
  40. Passei como habitualmente e, como não há novidades, desejo-lhe "apenas" a continuação de uma boa semana.
    Abração, querida amiga Dalva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, meu amigo, Jaime, as novidades aqui são raras...eu sei. Bjs e bom fim de semana!

      Excluir
  41. O silêncio sepulcral
    É tétrico e silêncio mudo
    É terno como um veludo
    Em carícia facial
    De um carinho e tal
    Silêncio que nada diz,
    Diz tudo a um aprendiz
    De bons modos e afeto.
    É o grito predileto
    Que com o amor condiz.

    Belíssima postagem! Parabéns! Abraço fraterno. Laerte.

    ResponderExcluir
  42. A Mente precisa de silêncio para superar os ruídos das confusões.


    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderExcluir
  43. Sim, sol, tens toda razão! Obrigada, bjs

    ResponderExcluir