27 de ago de 2011

Contentamento

O contentamento tomou conta de mim
Veio de mansinho
Com receio de ser rejeitado
Suspirou promessas em meu ouvido
Arrepiou minha pele
Fez tremer  meu corpo
Senti seu perfume no ar
Inundando meus pensamentos
Abrindo caminhos para chegar
Tive medo
Não posso negar
Este medo...menor que o desejo
Do sabor de seu beijo
Contentamento
Entre, instale-se
Inunde meus dias com seus beijos
Deixe o sorriso em meu rosto
Quero-o aqui comigo
O tempo que ficar
Não vou atá-lo
Somente permitir
E quando partir,
Se partir
Terei sido feliz.


Postagem original: Publicado em: 18 de janeiro de 2009 às 13:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário